Qualidade de Vida na Terceira Idade: Home Care ou Casa de Repouso?

JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Para muitos idosos, ter qualidade de vida na terceira idade é algo complicado, afinal de contas, devido ao envelhecimento, é comum que surjam certas limitações, dificuldades e até mesmo algumas doenças.

Contudo, com o auxílio de profissionais, esses desafios podem ser amenizados ou superados!

Por isso, no artigo de hoje, nós iremos te explicar os conceitos de home care e casa de repouso, para que você possa compreendê-los melhor e, assim, avaliar qual pode ser uma boa solução para um ente querido que está com a idade mais avançada. Veja!

As dificuldades do cuidado adequado

Por conta do trabalho, da rotina corrida e dos diversos afazeres diários, muitos familiares não conseguem dar a atenção devida e nem oferecer os cuidados necessários para um ente querido que está na terceira idade.

Além disso, dependendo da condição do idoso, os familiares não possuem os conhecimentos adequados para conseguir lidar e cuidar dele.

Por isso, é comum que muitas famílias busquem ajuda de terceiros para que o ente querido tenha todo o suporte necessário, de modo a manter a sua qualidade de vida na terceira idade.

E neste contexto, estão o home care e as casas de repouso!

Qualidade de vida na terceira idade: home care

Vamos começar falando sobre o home care.

O home care, basicamente, está relacionado a um serviço de cuidados que são feitos por um profissional, na maior parte do tempo, dentro da casa do idoso.

Ou seja, este profissional se desloca até o lar onde o idoso mora e o auxilia em diversos aspectos do dia a dia. Por exemplo, ele ajuda com a alimentação, com a higiene, com a ingestão de remédios, etc.

Além disso, o cuidador – nome dado ao profissional que trabalha com o serviço de home care – também ajuda o idoso conversando com ele, fazendo companhia e desenvolvendo atividades que contribuem para a sua saúde e o seu bem-estar.

E a grande vantagem, para muitas pessoas, é que com o serviço de home care, o idoso não precisa sair do conforto do seu lar, ou seja, ele não precisa se mudar e nem ter que se adaptar a ambientes novos – diferentemente da casa de repouso (que iremos explicar logo a seguir).

E recebendo cuidados em casa, o idoso pode ficar mais próximo de seus filhos, netos e amigos, o que pode ser bastante benéfico para a sua qualidade de vida.

Qualidade de vida na terceira idade: casa de repouso

A ideia da casa de repouso é semelhante ao home care, no quesito oferecer suporte e todos os cuidados necessários para o idoso.

Contudo, pegando o gancho com o que foi dito logo acima, nesse tipo de serviço o idoso passa a viver em um outro lugar, em uma casa adaptada e específica para cuidar dele.

Além disso, diferentemente do home care, não há apenas um profissional responsável por cuidar do idoso. Há uma equipe multidisciplinar, com diferentes profissionais, desde enfermeiros e terapeutas ocupacionais, até nutricionistas e médicos.

Ou seja, o auxílio profissional é maior, mais amplo.

E além dessas características, outro aspecto importante que merece ser ressaltado em relação às casas de repouso, é que o seu ente querido terá a companhia de outras pessoas da mesma faixa etária para poder conversar, interagir, brincar e se divertir.

Na casa de repouso, o idoso não fica sozinho ou com apenas um profissional o ajudando. E isso é ótimo, principalmente se o seu ente querido se sente isolado, abandonado ou deslocado, por exemplo.

Afinal, todos os dias ele terá pessoas com quem conversar e se relacionar, de modo a não se sentir sozinho ou excluído. A socialização é algo fundamental em qualquer fase da vida.

Infelizmente, muitas pessoas quando chegam à terceira idade desenvolvem quadros de depressão, por não terem o mesmo convívio de antigamente com amigos e/ou familiares.

Agora, qual escolher? Qual é o melhor para o seu ente querido?

Bom, depende. 

Primeiro, você precisa avaliar o nível de ajuda e auxílio que o seu ente querido necessita. Se não for algo muito complexo, o home care pode ser a solução. Agora, se ele é acamado, tem alguma doença grave ou precisa de cuidados mais intensivos, então a casa de repouso pode ser mais apropriada.

Segundo, você precisa avaliar o orçamento disponível para investir em um desses serviços, afinal, os preços são diferentes. Normalmente, por conta da estrutura e da quantidade de profissionais disponíveis, a casa de repouso costuma ser mais cara.

E terceiro, você precisa conversar com seu ente querido para ouvir a opinião dele, afinal, é importante que ele participe dessa decisão.

Se você resolver tudo sozinho e hospedar o idoso em uma casa de repouso, por exemplo, sem ter considerado o ponto de vista dele, ele pode ficar chateado e/ou irritado – o que pode gerar outros problemas.

Então, antes de tomar uma decisão, siga essas dicas acima e converse com muito cuidado, carinho e atenção, com seu ente querido.

Assim, juntos, vocês podem encontrar a melhor solução, de modo que o idoso mantenha a sua qualidade de vida na terceira idade!

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.